Biografia

Marcelo Cezar é um dos escritores espiritualistas mais lidos e admirados de sua geração.

Há mais de trinta e cinco anos dedica-se aos estudos da obra de Allan Kardec e de outras correntes espiritualistas e filosóficas ligadas à reencarnação, que promovam bem-estar e entendimentos para uma vida melhor.

Com mais de um milhão e meio de livros vendidos, é autor de vários best-sellers e sempre figura na lista dos mais vendidos.

Em coautoria com seu parceiro e mentor Marco Aurélio — espírito que o acompanha há mais de trinta anos —, Marcelo Cezar escreveu e publicou dezesseis romances.

 

Minha História

Nasci no bairro do Ipiranga, em São Paulo, em uma família católica. Estudei em colégio de padres, fui batizado na Basílica Velha de Nossa Senhora Aparecida, fiz o catecismo.

Só que, aos sete anos de idade, comecei a ver os mortos e conversar com eles. Havia três alternativas para meus pais: eles podiam me internar num sanatório, tentar o exorcismo — o filme O Exorcista estava fazendo tremendo sucesso nos cinemas e pesava seriamente na decisão —, ou me levar a um centro espírita, segundo dica de uma vizinha benzedeira.

Minha mãe, dona Rute, escolheu a terceira alternativa, a da vizinha, dona Augusta. Ainda bem. Porque eu já me via algemado na cama, dobrando o pescoço, descendo as escadas de quatro, aquela loucura toda igual à menina do filme.

A dona Augusta explicara à minha mãe que um morto nada mais era que um espírito, segundo os ensinamentos do Espiritismo. Mamãe só tinha tido uma vaga ideia do tema por conta de ter assitido de relance o Chico Xavier num programa na TV Tupi uns três anos antes, o Pinga-Fogo, em que ele falara abertamente sobre o assunto. Contudo, como mamãe não tinha conhecimento suficiente, tudo era fantasioso demais. Até que aconteceu lá em casa, comigo...

Assim, toda cheia de medo, insegura, minha mãe me pegou pela mão e fomos até o centro espírita, que ficava a umas quatro quadras de casa.

Leia mais...
 

Na Rede Social

Onde Comprar